quarta-feira, 9 de junho de 2010

“QUA, QUA, RÁ, QUÁ, QUÁ”



"Não venha querer se consolar
Que agora não dá mais pé
Nem nunca mais vai dar
Também, quem mandou se levantar?
Quem levantou pra sair
Perde o lugar


E agora, cadê teu novo amor?
Cadê, que ele nunca funcionou?
Cadê, que ele nada resolveu?

Quaquaraquaquá, quem riu?
Quaquaraquaquá, fui e
Quaquaraquaquá, quem riu?
Quaquaraquaquá, fui eu

Ainda sou mais eu
Você já entrou na de voltar

Agora fica na tua
Que é melhor ficar
Porque vai ser fogo me aturar

Quem cai na chuva
Só tem que se molhar
E agora cadê, cadê você?
Cadê que eu não vejo mais, cadê?
Pois é, quem te viu e quem te vê

Quaquaraquaquá, quem riu?
Quaquaraquaquá, fui eu
Quaquaraquaquá, quem riu?
Quaquaraquaquá, fui eu

Todo mundo se admira da mancada que a Terezinha deu

Que deu no pira
E ficou sem nada ter de seu
Ela não quis levar fé
Na virada da mar
Breque

Mas que malandro sou eu
Pra ficar dando colher de chá
Se eu não tiver colher?
Vou deitar e rolar

Você já entrou na de voltar
Agora fica na tua
Que é melhor ficar
Porque vai ser fogo me aturar

Quem cai na chuva
Só tem que se molhar
E agora cadê, cadê você?
Cadê que eu não vejo mais, cadê?
Pois é, quem te viu e quem te vê

Quaquaraquaquá, quem riu?
Quaquaraquaquá, fui eu
Quaquaraquaquá, quem riu?
Quaquaraquaquá, fui eu

O vento que venta aqui
É o mesmo que venta lá
E volta pro mandingueiro
A mandinga de quem mandingar


Quaquaraquaquá, quem riu?
Quaquaraquaquá, fui eu."

"Vou deitar e rolar", Baden Powell e Paulo César Pinheiro.


Outras palavras...



Acho que após conhecermos melhor as histórias que levaram a determinada composição, passamos a absorver sua mensagem de uma forma diferente. É como se a partir dali ela se transformasse e estivessemos escutando-a pela primeira vez. Vejam se concordam...
"Vou deitar e rolar", uma canção que fora imortalizada na voz de Elis Regina, possui uma dessas histórias legais! Segundo PC, seu amigo Baden Pawell passou por maus bocados por conta de uma separação inesperada! Sua mulher, por algum motivo não revelado no livro, resolveu arrumar as malas e ir embora. Baden não agüentou o baque. Passou por uma das fases mais conturbadas de sua vida e entrou numa espécie de depressão profunda. Não queria cantar, não queria compor, não saia nem pra fazer shows. O tempo ia passando e amigos tentavam a todo custo reanimá-lo, mas todo esforço parecia ser em vão. As coisas do coração fazem isso com a gente, né? 
 
...
Mas como tudo nessa vida um dia há de passar, eis que alguns meses depois o músico resolveu se libertar daquele sentimento que o consumia sem piedade e assim conseguiu transformar sua dor em revide! Juntou-se mais uma vez ao seu parceiro Pinheiro e juntos preparam uma espécie de  resposta  para a "mulher ingrata". O resultado é esse aí, um grande  sucesso radiofônico da época e uma das canções mais conhecidas do repertório de Elis Regina (que ao que parece, adorava esse tipo de canção sarcástica e dançante, pedia sempre a preferência).

Essa é a história daquele que riu por último...
Beijos.

Jr Vilanova.

7 comentários:

carol sakurá disse...

Bom dia,querido!

Ex-amor
gostaria que tu soubesses
o quanto que eu sofri
ao ter que me afastar de ti
não chorei
como um louco eu até sorri
mas no fundo só eu sei
das angústias que senti
(Martinho da Vila)

Beijos!

Valéria Sorohan disse...

E eu amei a o post de hoje como sempre. Junior tem selinho pra vc, nunca repassei nada, mas esse vale a pena. O critério foi escolher dez blog que transmite paz. E o seu venho de cara. Aceita?

BeijooO'

Chica disse...

Sempre é legal passar aqui e essa letra valeu! Boas risadas,mas sentimentos grandes,né???abração,chica

Wanderley Elian Lima disse...

Essa música cantada por Elis é simplesmente linda.A história da música não conhecia. Arrasou no post. Amei.
Bjux
Bejux

CRISTIANE disse...

Menino... então deve ser por isso que Elis Regina era chamada de "pimentinha", sim! Realmente analisar uma canção sabendo sua história muda todo contexto!
Adorei.
Cris.

lis disse...

Oi Júnior
Boa demais! a Elis e gostava desse estilo provocador .
Ficamos sem ela muito cedo.
Voce sabe como ninguém dar brilho aos temas e o post fica sempre incrível. Sei o quanto nos dedicamos pra chegar aos leitores com visual e carinho assim, sempre perfeito. Dou muito valor as postagens bem cuidadas , perceptíveis de carinho . As suas são assim .
Parabéns.
Um grande abraço e me desculpe mas penso seriamente em roubar sua ideia e levar a Elis pro meu blog , cantando "!Vou deitar e rolar" ,é uma boa sensção!! se é rsrs
meus abraços Junior

Dalva disse...

Acho que é por isso que essa música transmite uma energia tão boa... dá gosto mesmo de ouvir, vontade de gargalhar e dar uma guinada! Muito interessante conhecer este fato! Valeu!

Beijos!

Postar um comentário

Algumas dicas para comentaristas:

1. Use sempre o login da sua conta/ e-mail do Google ou Yahoo. Para os que não as tem, opinhem usando "Nome / URL"! É só digitar seu nome, assim todos saberão quem escreveu (inclusive eu!)

2.Se você possui um blog seu comentário será uma ferramenta de divulgação, pois representa o seu cartão de visita para os que não lhe conhecem. Pense nisso.

3.O espaço aqui é bem democrático, fique a vontade pra falar o que pensa e obrigado pela visita!

 

Copyright © - Contatos Imediatos - Todos os direitos reservados.
Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com