quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Quinta do caos: "SOBRE O JORNAL DE ONTEM"



De volta às quintas-feiras. A verdade é que ultimamente não tenho tido muito tempo para o "caos" (e dependendo do ponto de vista, isso pode ser bom). Talvez por esse motivo os dois assuntos que trago hoje para debate não causem tanto impacto, visto que são notícias, digamos, passadas - com a velocidade que em ficamos sabendo das coisas hoje em dia, a notícia de ontem já não interessa a mais ninguém -, mas que realmente eu não poderia deixar passar em branco... preciso registrar. Vamos a elas...

O Maestro dos tambores brasileiros...


Ontem foi comemorado o DIA NACIONAL DO SAMBA e com certeza nomes como Cartola, Noel Rosa, Candeia, e outros tantos bambas, certamente não deixaram de serem lembrados. O primeiro assunto, na realidade trata-se muito mais de uma homenagem póstuma do que uma discussão polêmica. É que no último dia 31/10/09, morreu aos 54 anos, em decorrência de uma parada cardíaca, o baiano Antônio Luís Alves de Souza. O nome lhe remete a algo familiar? Provavelmente não, mas esclareço...

Neguinho do Samba, era filho de um tocador de "bongô" e de uma lavadeira. Foi o criador do ritmo samba-reggue, que revolucionou a música brasileira, um dos fundadores do grupo percussivo OLODUM, da escola e banda feminina Didá. Mesmo tendo seu talento reconhecido por grandes astros da música internacional como Paul Simon - que gravou com o Olodum sobre a regência do maestro o CD "The Rhythm of the Saints"- , David Byrne, Wayne Short e Michael Jackson - para quem fez o arranjo da música "They don't really care about us", cujo clipe foi gravado no Pelourinho -, ainda é um anônimo entre o grande público brasileiro.

Com raras exceções, nunca foi  lembrado com destaque ou recebeu homenagens dignas da sua contribuição musical para o país. A quatro anos atrás eu li uma entrevista concedida a um jornal da Bahia onde dizia coisas muito interessantes. Lembrei disso nesse momento de homenagem... segue um trecho do texto:


"Em 1988, quando eu gravei pela primeira vez com Paul Simon, as pessoas me perguntavam que ritmo era aquele. Eu respondia que só Deus poderia dizer... O nome samba-reggae quem colocou foi Paul Simon. Quando ele veio gravar comigo, pela primeira vez, ele chegou para mim e disse que o que eu fazia era um samba-reggae. Além de divulgar o ritmo pelo mundo, ele ajudou a construir o que hoje é a Casa do Olodum. E com o dinheiro do show que realizamos no Centro de Convenções, montamos a Fábrica do Olodum. Da outra vez em que ele veio gravar comigo, ele queria me dar um carro importado, mas eu não aceitei. Preferi comprar esses dois casarões onde hoje funciona a Didá. Hoje, eu não tenho uma casa para morar, mas estou feliz...
Aqui na Didá, a gente não vende fantasia para um povo miserável. A gente troca abadás por alimentos. É por isso que ninguém olha para o Neguinho e, depois, ficam dizendo que eu sou problemático, só porque eu quero cuidar dos pobres(...) Quando eu morrer, talvez me reconheçam. As pessoas que sei que me respeitam são Carlinhos Brown e Daniela Mercury”.
 

Neguinho do Samba com Paul Simon, na sede do Oodum
 
No Olodum, Neguinho do samba fez história, projetou  o Brasil, a Bahia e a música baiana para os quatro cantos do planeta. Com a Instituição Didá, que oferece atualmente 11 cursos: percussão, dança afro, teatro, capoeira, artesanato, canto, bateria, violão, cavaquinho, teclado e sopro, chega a atender entre 600 a 800 crianças e adolescentes carentes por ano. Além dos cursos, o projeto se estende ao bloco afro carnavalesco, loja de artigos Didá e o projeto Sòdomo, centro de aprimoramento feminino Didá Banda Feminina. Essa associação cultural sem fins lucrativos nasceu em 1993 e atua promovendo atividades educativas gratuitas com base na arte e nas manifestações populares criadas e mantidas pelos africanos e por seus descendentes.
 
Mesmo com um currículo tão significativo, morreu em casa, pobre, com poucos recursos e com ainda menos reconhecimento. Seu falecimento foi tratado com indiferença por boa parte da impressa nacional, resumindo a notícia a notas breves e inexpressivas.
Se é verdade que uma personalidade só tem sua real importância reconhecida após a sua morte, com Neguinho do Samba não foi assim e isso é um "caos". Eu precisava registrar, homenagear e  celebrar essa personalidade que - ACREDITO - a exemplo de outros casos, um dia ainda será lembrada  em futuras gerações com a importância que tem e o destaque que merece.
 
"Quando os tambores do Pelô tocam, nossos ancestrais, que tanto sofreram nesse local, com certeza, em algum lugar, estão vibrando."- Neguinho do Samba.

Para que possamos terminar a homenagem com música, segue o link da canção que Michal Jackson gravou com Olodum:
http://www.4shared.com/file/141352056/91cad538/They_Dont_Really_Care_About_Us.html?s=1
  .
A visita da intolerância...

Na sua opinião, é a intolerância quem move o mundo de hoje? A cada dia mais eu me convenço que sim. Talvez seja ela a principal responsável pelos maiores infortúnios que a humanidade vivencia hoje....

Mesmo sem entender ou acompanhar muito os assuntos que envolvem a  política, soube - através das repercussões  que seus posicionamentos causaram -  da recente visita que tivemos... é que esteve no Brasil o Presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad, que tem como característica política um estilo agressivo voltado a qualquer pessoa, grupo ou país que ouse pensar e agir diferente de suas idéias. Vale a pena lembrar alguns de seus escândalos, como a convenção da ONU contra o racismo, onde presidente desmereceu o sofrimento  do povo judeu durante o holocausto. Ahmadinejad também “institucionalizou a homofobia” no Irã, fazendo a homossexualidade ser considerada crime e punida com pena de morte. Além disso, existe a abominável acusação de patrocinar dois grupos terroristas - Hamas e Hezbollah... ufa, que currículo! O que foi mesmo que esse senhor veio fazer no nosso país? Definitivamente, sua postura não combina com a liberdade saudável da qual desfrutamos por aqui.


Não por acaso, a visita foi marcada por manifestações. A maior delas aconteceu em São Paulo, na Praça dos Arcos, com cerca de 1,5 mil pessoas, composta por diversos movimentos sociais e grupos religiosos. Todos desejavam manifestar sua indignação a visita do político e de certa forma se solidarizar com as vítimas de seus comentários discriminatórios, irresponsáveis e arrogantes!

Pois é, mesmo de longe e com considerável atraso, quero registrar nesse espaço a minha solidariedade a todos os movimentos que visam protestar pacificamente em nome da diminuição da intolerância no mundo!

Eis o que tínhamos reservado para o dia de hoje!
Tenha uma quinta produtiva!

6 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Pois é amigo Apolinário, no Brasil é assim mesmo, muitos gênios não são reconhecidos por que têm origem humilde, são negros ou não tem padrinhos influentes.
Abração

Guilherme Ramos disse...

E assim continua a 'saga' de invisibilidade de talentos da terra... Se é assim no Brasil, quiçá, em Alagoas! Que os 'deuses' nos protejam! Porque, com certeza, vem muuuuito mais! Rsssss...

Abração, Apolinário!

Ah! Você devia ser jornalista, sabia? Seus textos jornalísticos/crônicas são "o que há", meu velho!!! Vc ARRASA!

Dalva disse...

É uma pena tanto talento sem reconhecimento. Triste para um país com tanta riqueza cultural quanto o Brasil... E junto-me a você na solidariedade ao protesto pacifico contra qualquer tipo de discriminação e intolerância!

Hoje seu blog foi motivo de minha postagem no Infinito Particular. Quando puder, dá uma passadinha prá ver!

Uma noite de paz!

Bjs.

.Lis disse...

Passei pra conferir recomendação do blog Infinito Particular no BlogGincana e realmente é um blog que interessa a quem gosta de estar dentro das noticias. Gostei muito , vou continuar por aqui rs
Abraços

Cláudia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia disse...

Como a leitura enriquece nossas vidas...
Neguinho do Samba....mais uma rica aula da nossa cultura brasileira!! O que entendemos por "valor"?!Como se dá o devido "valor" as pessoas?! Valor = respeito = reconhecimento!
Uma das maneiras de resgatar os valores da nossa rica história, vc vem fazendo, nos conteúdos expressivos, coerentes que nos apresenta. Muitas das vezes me cobro esse conhecimento "não adquirido", e essa realidade está presente em muitas pessoas. O tal "valor", mencionado anteriormente poderia ter sido reconhecido se todos comungassem do mesmo saber...
ALERTA!!! ALERTA!!! ALERTA!!!!
...fiquemos sempre alertas!!!
Quais as consequencias de uma "simples" visita ao nosso país de um político dessa atmosfera?!!...gostei da chamada de atenção para todos nós e do grito de "basta" que com certeza ficou entalado na sua garganta meu amigo!

enfim....
tenho sede de conhecimento!

Bjinhos Júnior
PARABÉNSSSS!!!

Postar um comentário

Algumas dicas para comentaristas:

1. Use sempre o login da sua conta/ e-mail do Google ou Yahoo. Para os que não as tem, opinhem usando "Nome / URL"! É só digitar seu nome, assim todos saberão quem escreveu (inclusive eu!)

2.Se você possui um blog seu comentário será uma ferramenta de divulgação, pois representa o seu cartão de visita para os que não lhe conhecem. Pense nisso.

3.O espaço aqui é bem democrático, fique a vontade pra falar o que pensa e obrigado pela visita!

 

Copyright © - Contatos Imediatos - Todos os direitos reservados.
Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com