segunda-feira, 15 de março de 2010

"VISITA AO MARECHAL" - PARTE.1 (repostando)


MARECHAL DEODORO é uma das mais importantes cidades históricas do litoral Sul de Alagoas. Distante 28 km de Maceió é o município de maior evidência nessa região (juntamente com Penedo, que já conhecemos aqui). 
.
A cidade já foi chamada um dia de Santa Maria Madalena da Lagoa do Sul(Ufa!) e até de Alagoas também. Entre os anos 1817 até meados de 1839, foi a primeira capital do estado. Hoje, em homenagem ao seu filho mais ilustre - primeiro Presidente do Brasil e Proclamador da República -, mudou de nome e desde 16 de setembro de 2006 está oficialmente tombada como Patrimônio Histórico Nacional, através do Ministério da Cultura e do IPAHN -Instituto do Patrimônio Histórico e Artistico Nacional!
Seu acervo conta com igrejas seculares, convento, museus, casario colonial e outros monumentos concebidos pelos colonizadores portugueses, holandeses e missionários franciscanos.
.
Contudo, Marechal não se resume só a sua história. Do seu jeito simples, oferece aos visitantes uma culinária diferenciada - em especial nos povoados de Massagueira e Barra Nova - , artesanato - a base de rendas e palha -, música e folclore através das tantas bandas de pífano, além da incontestável  beleza natural.
Nessa região encontramos a maior lagoa do estado, a Manguaba, e uma das praias mais belas e conhecidas de todo litoral brasileiro: a Praia do Francês, que no século XVI serviu como entrada para as embarcações vindas da França no intuito de contrabandear o nosso Pau Brasil, abundante na região naquela época.
.
Aproveitando  a breve visita que fiz ao município, resolvi postar alguns registros fotográficos, divididos em 03 partes, para os amigos que ainda não conhecem Alagoas possam interagir um pouco mais com a nossa cultura que faz parte da história do seu país!
Conheça Marechal, visite Maceió, venha para Alagoas!


Vista da lagoa Manguaba e do povoado de Massagueira ao fundo, logo após a Ilha de Santa Rita (a maior Ilha lacústre do Brasil).

Dias de sol, ruas calmas e floridas!

Casas antigas recebem colorido especial para torná-las mais alegres e convidativas.

A faixada da casa onde nasceu e morou até os 15 anos o primeiro Presidente do Brasil e Proclamador da República. Hoje funciona como museu.

Construção em estilo colonial, com a faixada preservada. Acima a foto da "eira e beira"! Para se ter status, tinha que ter, senão seria um cidadão "sem eira, nem beira"!

Alunos de Maceió visitam o museu.
Foto das janelas internas da casa e de parte do telhado. Segundo constatações, as telhas eram preparadas nas coxas das escravas para ficarem largas!

Busto de Dona Roza da Fonsêca, a matriarca! Sua figura imponente guarda grandes histórias, como o fato de não tirar fotos com as filhas até se casarem e de festejar a morte dos filhos caso morressem lutando em guerras pelo país!
Dona Roza, já naquela época, foi uma feminista revolucionária! Andava a cavalo, pescava e mantinha sob o seu controle os rumos que a família Fonsêca deveria tomar!


Lápide da matriarca dos Fonsêca!


Essas são peças usadas na época, algumas originais, como a mesa do pão duro, que possui gavetas dos lados para que a comida fosse escondida das visitas indesejáveis.



A faixada da casa do marechal antes de tornar-se museu.



Fotos antigas do Proclamador da república. A segunda da  esquerda para a direita, mostra o Marechal num raro momento de intimidade: sem as vestes militares!

A cama do "solteirão"! Se o homem chegasse aos trinta anos sem se casar, tinha que sair da cama de soltiero e passava a dormir na cama do solteirão. Deodoro chegou a ser solteirão!
A cama de solteirão a esquerda e de solteiro na sequencia.
O oratório ao lado da cama de solteiro.
ACREDITE SE QUISER! Esse é nada mais, nada menos que o "penico" do Marechal Deodoro! Ele vinha da europa com manteiga e depois era usado como penico! Como disse o guia do museu: "pior se fosse ao contrário"!


Jornal que circulou no Brasil após a Proclamação da República! Observem que está escrito em "Português arcaico", bem diferente de como escrevemos hoje!


Uma verdadeira relíquia que resiste ao tempo e nos ajuda a estar amis próximos da nossa história.
Rua e faixada da casa/ museu do Merechal Deodoro da Fonsêca!
"TO BE CONTINUED"...

4 comentários:

Cláudia disse...

Que trabalho rico Júnior....parabéns!!!
bjs Dinha

lis disse...

Oi Junior
Excelente postagem . Com orgulho poso dizer : eu estive aí! rsrs visitei o museu e toda a cidade, que é calma e bonita. Lembranças boas.
e saudades .
Já vi que tem mais , vou lá ..
saudade de voce ,um dia sem te ver rsrs
abraços

Dalva disse...

Junior, você sabe que eu tenho uma grande predileção por estes teus posts sobre turismo.Gosto muito de conhecer a história e a riqueza dos nossos estados brasileiros e você sempre nos apresenta Alagoas com tanto carinho... E o que dizer, então, das curiosidades? Da mesa do "Pão Duro" já tinha até ouvido falar, mas nunca pensei que fosse de verdade!!! E que doideira é esse de manteiga sendo importada em penico??? Só mesmo você para nos brindar com estas pérolas... rsrsrs. Adorei!

Bjs.

CRISTIANE disse...

Júnior!

ADOREI! Repostando? Como assim? Onde eu estava que não vi esse antes? Como a Dalva aí em cima eu também sou doida por esses posts de turismo que você faz... viajamos juntos e tê-lo como guia é maravilhoso! Tem parte 3, é?

BEIJOS,
Cris.

Postar um comentário

Algumas dicas para comentaristas:

1. Use sempre o login da sua conta/ e-mail do Google ou Yahoo. Para os que não as tem, opinhem usando "Nome / URL"! É só digitar seu nome, assim todos saberão quem escreveu (inclusive eu!)

2.Se você possui um blog seu comentário será uma ferramenta de divulgação, pois representa o seu cartão de visita para os que não lhe conhecem. Pense nisso.

3.O espaço aqui é bem democrático, fique a vontade pra falar o que pensa e obrigado pela visita!

 

Copyright © - Contatos Imediatos - Todos os direitos reservados.
Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com