terça-feira, 7 de julho de 2009

"Um sopro que a vida dá..."

"... coisas naturais da vida como comer, caminhar, morrer de morte matada, morrer de morte morrida,quem sabe eu sinta saudade, hein, como em qualquer despedida..."

"Eu não tenho medo da morte" - Gilberto Gil.

Enquanto seres humanos somos breves... doa a quem doer... analise, olhe pra trás, nossa passagem por esse mundo não passa disso, de um breve sopro que não tem dia, nem hora para perder a força e simplesmente acabar!


De um sopro de vida nascemos, com um sopro inesperado desaparecemos. Apesar disso - e das certezas e exemplos próximos que convivem conosco desde sempre -, por algum curioso e conflitante motivo, ignoramos por completo a maior de todas as certezas que um ser humano - o sopro em questão - pode ter: "vamos morrer um dia"... eu, você, pesssoas que amamos, pessoas que confiamos, outras tantas que detestamos, a regra é clara e servirá para todos! Está desconfortável com o tema, não está? Mas não adianta parar de ler agora, começou vá em frente, não tente fugir do assunto mais uma vez! Pelo menos hoje, juntos, vamos pensar na misteriosa viagem que temos marcada desde o dia que nascemos!
(...)

Quando cheguei pra trabalhar hoje de manhã ele estava lá... com o mesmo sorriso e bom humor de sempe! Enquanto tomava um copo d´agua me estendeu a mão direita, apertou com simpatia e curiosamente questionou: "Como vai essa força?"... "Vai indo", respondi com simpatia e ele riu, inocente como uma criança, mal sabendo que estava ali vivenciando suas últimas horas entre nós...


O dia seguiu normal, as mesmas tarefas, o mesmo movimento de pessoas, os mesmos aborrecimentos, os relógios marcando as horas como comumente acontece, sem descanso, sem pausa, sem "colher de chá"... até que a tarde, antes dela se despedir por completo, resolve nos pregar uma peça: morre um dos mais queridos funcionários do SESC Alagoas... Jovem, alegre, educado, um homem aparentemente saudável e quase que uma unanimidade... morreu o Mailton! Os ponteiros do relógio não param, já a bateria que impulsiona o coração da gente a bater pode nos trair a qualquer momento!


E a quem poderíamos culpar naquele momento? Quem ali, entre aquelas pessoas, estava preparado para se deparar com a comprovação da grande certeza que guardamos latente durante toda vida? Quem já mensurou sua própria força ao lidar com a perda antes que ela nos pegue desprevenidos? O que a vida estaria tentando nos ensinar quando nos prega uma peça dessa natureza?


As perguntas são muitas... "mistério sempre há de pintar por aí", falou o esotérico Gil, mas uma perda representará sempre uma grande falta e por essas e outras razões, independente da forma como lido com a morte, quero abraçar - mesmo que virtualmente - todos aqueles que se sensibilizaram ao se depararem com a partida prematura desse grande amigo!


Que os anjos lhe sejam receptivos em sua chegada a nova morada, que possam, vez por outra, afagar sua saudade dos tempos em que era apenas um breve sopro, como nós que ficamos por aqui!


Excepcionalmente, dedico o post de hoje a todos que sofrem ou já sofreram pela perda de um ente querido!


"... somos também um sopro esquecido de enorme alegria por temos vivido"

Angelo Morgado.

Luz!

Jr.

8 comentários:

Guilherme Ramos disse...

É, Jr. tmb fiquei sem palavras com a notícia. E olha que nem pude me recuperar da "última" (João Batista, um cara de teatro, mas que tinha um trabalho administrativo no SESC Ler Palmeira dos Índios...)
Assim é a vida: uma jornada para a morte. Cabe-nos, meu caro, torná-la a mais agradável possível. Por isso rio e faço sorrir a cada segundo. Dia após dia, incansavelmente.
Dedico, hj, 'silêncios da alma' aos meus amigos João e Mailton. Que fizeram a sua parte nesse mundo tão esquisito. Façamos, pois, a NOSSA. Quem saberá o dia de amanhã?
Abraço, mano velho!

Anônimo disse...

"Como vai essa força?"...parece que estou vendo Mailton falando. Ao receber a notícia, por um instante não quis acreditar que se tratava da mesma pessoa, cheguei até a questionar...enfim, Mailton foi uma pessoa com quem tive a oportunidade de conviver nos quase 2 anos que trabalhei no SESC, e como Junior bem mencionou “com o mesmo sorriso e bom humor de sempre!”
Descanse em paz Mailton! Que Deus conforte a família, colegas e amigos nesse momento tão difícil que é a perda de uma pessoa tão querida
para todos nós.

Cláudia

claudia maria disse...

É difícil acreditar!!! João Batista - En. administrativo SESC LER Palmeira dos Índios, também se foi, pense numa pessoa maravilhosa, competente...agora Mailton, sorridente, sempre de bom humor... é a vida!! mas, com certeza está Deus!!! Descanse em paz João e Mailton!!!
abraço,

Angélica disse...

Jú estou triste com a partida do Carinha lisa. Enquanto estamos chorando com sua partida precoce o céu está em festa com sua chegada. Ainda nem acredito por que fazia poucas horas em que eu o tinha visto no restaurante. Mas ele nós deixa uma lição de ser sempre alegre e aproveitar a vida por que o Mailton é assim a alegria.. Amigo vai na frente preperando a grande festa que algum dia vamos todos fazer ai no céu...

Angélica disse...

Jú como sempre suas palavras me emocionando. Beijos

Anônimo disse...

É verdade amigo... para morte a gente nunca se prepara, embora seja uma verdade imutável! É um assunto que a gente foge, evita, mas deveria administrar melhor esse sentimento da perda, porque mais cedo ou mais tarde ele pega a gente desprevenida!

Obrigado pelo texto e pela reflexão.
Cris.

Anônimo disse...

"Quando morre alguém
A quem se quer bem
O coração dói
A lágrima cai
A saudade vem!"

É muito triste...
Mas infelizmente faz parte do
ciclo da vida que um dia acaba...
só lamento imenso da maneira que foi!
Onde quer que ele esteja, espero que esteja feliz e em paz!!!

Beijos Jú!

Manú

Josi disse...

Lembrei agora da música "Encontros e Despedidas" do Milton Nascimento.
Vejo a vida extamente como essa música, um dia estamos rindo outro chorando, alguns se vão e outros estão chegando,como diz a música...
"A hora do encontro é também despedida"
Mas é isso aí, morte é algo muito dificil de entender e de lidar, existem muitas pessoas que eu queria ter pra sempre, e que as vezes fico imaginando como será minha vida sem elas, mas depois essas "bobagens" passam e percebo de que nunca ficarei longe delas, pois todas elas estaram sempre fazendo parte da minha vida e ao meu lado espiritualmente, irei sentir cada uma dentro do meu coração, nas alegrias e nas tristezas.
Eu adorava o Mailton e sempre que eu entrar no restaurante irei olhar para o caixa e lembrar dele sorrindo pra mim e me dando até logo depois.
Paz pra ele e força para a familia.
BJos amor, suas palavras como sempre tocando fundo.

Postar um comentário

Algumas dicas para comentaristas:

1. Use sempre o login da sua conta/ e-mail do Google ou Yahoo. Para os que não as tem, opinhem usando "Nome / URL"! É só digitar seu nome, assim todos saberão quem escreveu (inclusive eu!)

2.Se você possui um blog seu comentário será uma ferramenta de divulgação, pois representa o seu cartão de visita para os que não lhe conhecem. Pense nisso.

3.O espaço aqui é bem democrático, fique a vontade pra falar o que pensa e obrigado pela visita!

 

Copyright © - Contatos Imediatos - Todos os direitos reservados.
Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com