quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

XANGÔ E IEMANJÁ (Dia de Combate a Intolerância Religiosa)


Vejam vocês como são as coisas, ainda ontem estava falando sobre o meu umbigo, aquele mesmo que acredito ter sido enterrado em terras africanas... pois bem, coincidências a parte, só hoje me dei conta que estamos numa das semanas mais, digamos, “africanizadas” do ano, pois quem é que não sabe o que significa o “dois de fevereiro” para as religiões afro-brasileiras?


Todo mundo sabe, né? O Dia de Iemanjá, que mais objetivamente significa dizer que é um dia destinado a homenagear as águas que banham a terra! “Odoyá”, então! Que assim seja, que o homem possa olhar com mais responsabilidade pras águas desse planeta, que possa contemplar mais, poluir menos! Que cada rosa jogada no mar hoje possa se transformar num ponto de luz no coração dos que andam por aí cegos e surdos!

 
Mas eu não poderia deixar esse post sem chamar a atenção para uma outra coisa importante que descobri nesse 02/02/2011! É que, assim como na Bahia hoje comemora-se o dia de Iemanjá, aqui em Alagoas temos o dia de Combate a Intolerância Religiosa, vejam vocês mais uma vez!


A data foi instituída não pelas reverências ao orixá Iemanjá e sim por conta do “Quebra de Xangô”! Já ouviram falar? Eu explico... É que no dia 02/02/1912 as autoridades alagoanas, num ato insano e irracional de completa intolerância e desrespeito, autorizaram a invasão e a destruição de todos os terreiros do estado! Alem de muita pancadaria, todos os objetos do culto foram atirados no asfalto, sendo completamente destruídos. Uma atitude extremamente violenta que promoveu a perseguição de inúmeros pais e mães de santo, que precisaram fugir para as capitais mais próximas para salvaguardar suas vidas. Por conta do ocorrido, surgiu uma forma “envergonhada” ou humilhada de culto: o “Xangô rezado baixo”, feito sem a presença dos batuques e às escondidas.

 


O acontecido virou uma verdadeira lenda no país, retratada em livros, documentários etc. Atualmente, após tantos anos de lutas, o dia 02 de fevereiro é lembrado em Alagoas como um marco para o início do combate a intolerância, toda e qualquer intolerância, eu diria!

Por isso resolvi trazer essa mensagem pro blog, para que todos que passarem por aqui possam refletir um pouco sobre o que somos capazes de fazer quando tomados pelo preconceito! É o mínimo que podemos fazer por nós mesmos!

 

Beijos.
Jr Vilanova.

1 Comentário:

Tania Laurentino disse...

Muito importante resgatar este episódio, não se trata de "remoer o passado", mas de ficar sempre alerta para que possamos exercitar cada vez mais a tolerância e o respeito aos outros e a nós mesmos.

Para complementar, alguns estudiosos vêem nossa "falta de carnaval" como um reflexo desta perseguição, uma vez que, nas principais cidades carnavalescas do país festa e afrodescendência estão intimamente ligadas, o batuque da avenida, da rua, veio dos terreiros no Rio, Salvador, Recife e Olinda, São Luiz.

É para refletir! Parabéns pela lembrança Júnior!

Postar um comentário

Algumas dicas para comentaristas:

1. Use sempre o login da sua conta/ e-mail do Google ou Yahoo. Para os que não as tem, opinhem usando "Nome / URL"! É só digitar seu nome, assim todos saberão quem escreveu (inclusive eu!)

2.Se você possui um blog seu comentário será uma ferramenta de divulgação, pois representa o seu cartão de visita para os que não lhe conhecem. Pense nisso.

3.O espaço aqui é bem democrático, fique a vontade pra falar o que pensa e obrigado pela visita!

 

Copyright © - Contatos Imediatos - Todos os direitos reservados.
Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com