sexta-feira, 4 de junho de 2010

'MACUMBA BOA'



"...num movimento de buscar usos significativos para suas invenções vocais, Rita desenvolveu esse projeto a que deu o nome de Tecnomacumba. Os cantos e toques das religiões afro-brasileiras e sua sintonia com os ritmos desenvolvidos no uso de instrumentos eletrônicos. O resultado é rico, honesto e sugestivo." - Caetano Veloso.


Vim  aqui  hoje  pra falar de um  trabalho vitorioso  num país   essencialmente  preconceituoso  e preferencialista como o nosso: "TECNOMACUMBA - A TEMPO E AO VIVO". Na visão da cantora maranhense Rita Ribeiro, o projeto - que completa sete anos em 2010 e que já foi visto por mais de duzentas mil pessoas - representa uma iniciativa atemporal, que  objetiva  um resgate  cultural através da valorização das músicas e ritmos africanos, um dos  nossos  pilares. Segundo ela, sua motivação se deu ao perceber  que  muitas vezes - e cada vez mais - muitas de nossas   referências   são ignoradas por inúmeras questões (filosóficas, religiosas etc)  e acabam diminuindo  a representatividade   que exerceram sobre nossa  realidade.



Após uma promissora temporada de aproximadamente quatro anos no teatro Rival, no Rio de Janeiro e de gravar um cd oficial em 2006, Rita, através do  Manaxica Produções  e  da  gravadora Biscoito Fino - e  com apoio do Canal Brasil  e  Petrobrás -  disponibiliza para o mercado fonográfico  um  DVD (que recentemente esgotou sua terceira tiragem) com o registro definitivo dessa sua fase tão especial, que lhe  rendeu ainda  mais reconhecimento e popularidade. Cantora irreverente de timbre original e afinado, ousa ao  misturar música eletrônica, pontos de macumba e composições de grandes poetas como: Caetano Veloso, Gilberto Gil, Jorge Ben Jor, Paulo César Pinheiro, Gerônimo, na intenção de  provocar uma  intervenção cultural e um autêntico manifesto  de  brasilidade... e consegue! O show é lindo, cheio de misticismo e de grandes clássicos  como no caso de  "É D´Oxum", "Domingo 23", "Coisa da Antiga", "A deusa dos Orixás", "Oração ao Tempo" etc. A participação especial da noite fica por conta de Maria Bethânia e seu fiel escudeiro, o maestro Jaime Alem,  na faixa "Iansã", música composta por Caetano Veloso e Gilberto Gil especialmente para a diva... não muito dada a participações, o semblante de satisfação de Bethânia no palco é notório e juntas elas protagonizam um grande momento da nossa música. Eu que sou fã das duas, posso confessar, repeti várias vezes o duo!



Desde que o Brasil ficou órfão de Clara Nunes e do poetinha Vinícius de Moraes ("macumbeiros" declarados), nenhum outro artista havia se interessado pelo universo valoroso das religiões pagãs e dado continuidade ao movimento de aceitação e melhor entendimento da poesia contida nessa realidade bastante  incompreendida.  Daí surge Rita Ribeiro, que certamente bebeu dessas fontes como todo  artista popular brasileiro que se preze. E  o novo caminho traçado  pela maranhense (proposital ou não)  é  interessante  e  corajoso. A primeira vista pode até causar estranheza, o que  é  normal, mas no fundo não há como não se envolver com tamanha vitalidade! 



No início, quando sua idéia era apenas um embrião, a artista teve  que  enfrentar bravamente todo tipo de estranheza. Em entrevista recente ela revelou: "Tive que lidar com muito preconceito, principalmente pelo nome  ser macumba e as pessoas terem essa relação da palavra de uma forma pejorativa, negativa, e eu resolvi insistir para desfazer esse nó do preconceito... nunca quis fazer apologia religiosa e sim um manifesto cultural!". Porém, quase sete anos depois da primeira pedra no caminho, a cantora pode comemorar os resultados colhidos em virtude de sua determinação. Seu show é bastante requisitado, o sucesso de público e crítica vem aumentando consideravelmente... ao ponto inclusive de outros projetos precisarem ser temporariamente suspensos por falta de tempo, como é o caso de seu novo trabalho: "Corações Suburbanos", um disco de inéditas, românticas, que tinha previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2010 e fora involuntariamente suspenso.  



Como acontece com as grandes estrelas da constelação da nossa música, no palco, a figura de Rita Ribeiro se agiganta, vira uma força da natureza como os orixás de suas canções! Aos meus olhos humildes ela é grande e completa! Sabe ser pop, clássica, sabe divertir e emocionar como poucas... silencia e levanta seu público  em questão de segundos! A platéia de tecnomacumba permanece todo tempo em suas mãos, mãos que com graça e posicionamento firme, rege todo espetáculo como se fizesse reluzir a luz de todos os terreiros, nos fazendo compreender melhor o lugar onde nosso cordão umbilical  fora um  dia  enterrado: a África! É o popular, o sagrado e o profano se unindo num único propósito e daí em diante, o  improvável acontece e todas as religiões e crenças virão uma só!



Apesar do sucesso e da satisfação que demonstra ao realizar os shows do projeto, Ribeiro descarta a possibilidade de outros discos nesse mesmo formato! Para ela Tecnomacumba é algo único, popular e atemporal e por isso não necessita de continuidade, no máximo uma variação de repertório e pequenas mudanças em seu roteiro. "Já havia encerrado o projeto, aliás, já tentei fazer isso por quatro ou cinco vezes, mas o ciclo sempre se renova, então desencanei de encerrá-lo, sempre que me chamarem pra fazer eu vou, sempre que alguém quiser o Tecnomacumba, lá estarei, embora não veja a possibilidade de fazer um volume dois, três...", disse para finalizar o assunto.

Se você ainda não conhece, recomendo que faça uma visita ao terreiro musical de Rita Ribeiro! Essa é a minha nota musical do momento, que compartilho agora com vocês...

Bom fim de semana...
'Saravá'!

Jr Vilanova.

Texto: Jr Vilanova.
Fotos: Internet.

12 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Você sempre nos com novidades, lhe confesso que nunca tinha ouvida falar nela, achei uma proposta ousada e diferente. Adorei o vídeo, a alegria da platéia chega ser contagiante.
Bjux

Sandro Omena disse...

Querido amigo,
Sugestão mais que merecida a esta cantora que de fato conseguiu levar o seu projeto ricamente fantástico e excepcional a diante. Pena não ter chegado cedo ao nosso marcado encontro para nos deliciarmos com o show. Mas quando você repetiu algumas faixas, inclusive a participação de bethânia, pude logo ver a magnitude deste show. Rita Ribeiro, ao meu ver, conseguiu e continua no mesmo ritmo desmistificando o que é da nossa cultura afro-brasileira. A estranheza das pessoas ao show, comentado no seu texto - que diga-se de passagem está muitissimo bem escrito - me faz acreditar que a população brasileira não encorpora e não vivencia o que o Brasil tem de originalíssimo que é essa mistura cultural tanto nos costumes, quanto na musicalidade. Com certeza assistirei de forma mais detalhada e atenciosa este show. Parabéns amigo.
Beijo

Essência e Palavras disse...

Se blog é uma delicia ,moço!

adoooro!

beejo e bom final de semana, ta?

Rafaela Andrade disse...

OI, querido. Td bem? Muito interessante esse post. Deixei uns selinhos para ti lá no Apenas um ponto. Beijos!

lis disse...

Oi Junior
Conhecia a Rita Ribeiro muito pouco e esses post tira algumas dúvidas a respeito do trabalho que a primeira vista parece um culto a raízes afriacanas, notadamente a macumba e fica claro que é um projeto bonito e cultural das nossas origens .
Obrigada por apresentar sempre algo novo que mim tem ajudado muito , consigo olhar com seus olhos e apreciar melhor a cantora.
O ritmo de Aruanda é forte, gostei.
abraços,abraços bom domingo

Dalva disse...

Rita Ribeiro me lembra muito Clara Nunes: intensa!!!

Bjs.

Valéria Sorohan disse...

Jr. realmente não conhecia, gosto sempre de conhecer mais e mais da cultura de outras regiões.

BeijooO'

CRISTIANE disse...

Aplausos!

Sua leveza e inteligência me encantam, sabia, moço? A sua naturalidade vem sempre acompanhada de uma dica maravilhosa, que é sempre bem-vinda!

Esse trabalho (que não conhecia, diga-se de passagem), me pareceu algo nobre, corajoso, ORIGINAL!

Quero mais!
Mil beijos,
Cris.

Chica disse...

Muito bom Junior.Sabes que não a conhecia.Sou tri por fora,né?rssrsr um abração,tudo de bom,chica

Observando e Absorvendo disse...

Que maravilha!
Adoro vir aqui.
Passando pra desejar uma linda noite
e uma bela quarta!
Deixando um pouco de Clarice
entre sonhos e delírios
"Sou uma filha da natureza:
quero pegar, sentir, tocar, ser.
E tudo isso já faz parte de um todo,
de um mistério.
Sou uma só... Sou um ser.
E deixo que você seja. Isso lhe assusta?
Creio que sim. Mas vale a pena.
Mesmo que doa. Dói só no começo."
Clarice Lispector

Anônimo disse...

COMO ADQUIRIR UM CD COM MUSICAS DE ORIXAS
MEU EMAIL;: ALINEJSOUSA@HOTMAIL.COM

Leandro Akio disse...

Recentemente assisti ao Tecnomacumba... Sem palavras para definir minha emoção e felicidade em ver e ouvir Rita Ribeiro... Grande cantora, grande artista... ]

Leandro Akio

Postar um comentário

Algumas dicas para comentaristas:

1. Use sempre o login da sua conta/ e-mail do Google ou Yahoo. Para os que não as tem, opinhem usando "Nome / URL"! É só digitar seu nome, assim todos saberão quem escreveu (inclusive eu!)

2.Se você possui um blog seu comentário será uma ferramenta de divulgação, pois representa o seu cartão de visita para os que não lhe conhecem. Pense nisso.

3.O espaço aqui é bem democrático, fique a vontade pra falar o que pensa e obrigado pela visita!

 

Copyright © - Contatos Imediatos - Todos os direitos reservados.
Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com