sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

'UM BOM MOMENTO DE ANGÚSTIA'



Ninguém tem obrigação de estar bem o tempo todo, certo? E ouso dizer mais, que bom que é assim! Sim, porque você já pensou como seria a vida se todos  vivessem  eternamente com astral elevadíssimo, se estivéssemos sempre satisfeitos com tudo e com todos, dispostos a aceitarmos resignados a má sorte que vez por outra nos surpreende?! Convenhamos,  além de nos impedir de evoluir, crescer, de buscar melhoras através da auto-avaliação, seria um saco!

Olhando ainda por outro ângulo, imagine o que seria dos inúmeros artistas - poetas, músicos, compositores etc - sem  essa  angústia repentina que chega sem avisar! Provavelmente muitas de suas obras estariam seriamente comprometidas, visto que a tristeza - principalmente - também produz belas pérolas! Vinícius, por exemplo, ratifica isso quando afirma: "pra fazer um samba com beleza é preciso um bocado de tristeza, senão não se faz um samba não" e sua obra é definitiva, ele está coberto de razão!

Ainda  na praia  dos poetas, você conhece a música de Djavan (cantada por Gal Costa no cd "O sorriso do gato de Alice") chamada "Nuvem negra"? Recentemente acordei exatamente assim: "...amanhã que vem nem bom dia eu vou dar, se chegar alguém a me pedir um favor eu não sei, tá difícil ser eu sem reclamar de tudo"... estava me sentindo como descreve a letra. Resultado? Fui incompreendido, claro! E pela primeira vez analisei o quanto somos despreparados para  lidar com a tristeza alheia (quiça até com a nossa própria tristeza). Na tentativa de ajudar, estamos sempre induzindo mudanças: "reaja", "tenha forças", "levante esse astral", "mude essa cara"! Tudo bem que a intenção é nobre, mas deixa o cidadão curtir sua fossa em paz, pôxa! Não há remédio, um dia ou outro de nossas vidas tem que ser sacrificado, entregue resignadamente a angústia, dedicado exclusivamente a tristeza! São os conhecidos altos e baixos...

Parece estranho, mas quando um sentimento como esse nos alcança - com dia e hora marcada para partir, diga-se de passagem -, isso pode ser revertido em benefícios. Você pode até estar se questionando agora, indagando o motivo pelo qual eu escolhi tratar de um  assunto como esses em plena sexta-feira... eu respondo objetivamente: "coincidências"! Veja só um trecho do primeiro texto que chegou as minhas mãos essa manhã:

"Na realidade, um pouco de angústia é até desejável: quando temos alguma expectativa, por exemplo, ou diante de tragédias que tomamos conhecimento. Se não ficarmos apreensivos nunca, vamos nos tornar espectadores da vida, e não participantes." (Livro: "Sentimentos", de Sônia Eva Tucherman, página 38).

A partir de então me sentirei mais forte para dizer sempre que for necessário: "Respeitem minha angústia"! "Não toquem na minha dor"! Concordo com Itamar Assumpção: "um homem com uma dor é muito mais elegante", ele é quem sabia das coisas! O que não mata fortalece, diz o ditado, pode se transformar num agente modificador de posturas! Além do mais, no fundo somos todos doces e irremediáveis 'bipolares' (tá na moda)!

Falei que dezembro seria um mês de altas reflexões, não disse? Pois é, mas hoje, já bem mais alegrinho, vim pra te desejar um fim de semana legal, produtivo, especial!

Jr.

8 comentários:

Essência e Palavras disse...

A angustia nos traz caminhos, nos leva a decisões. É sinal de que estamos no ato de "normalidade" da vida.

beejo, jUnior.
Tenha um excelente final de semana

Wanderley Elian Lima disse...

Oi meu amigo, detesto a ditadura da alegria, aqueles que acham que você tem que estar bem todos os dias o tempo todo. Ninguém merece
Abração

Angélica disse...

A Angústia em pequenas doses é bom para dar-mos valor ao que nós cerca. Beijos Amo tú

.Lis disse...

Oi,Júnior
Concordo tanto e em tantas coisas rsrs parei pra pensar se "um homem com uma dor é muito mais elegante" , claro dor da alma, do coração , de cotovelo, porque amigo um homem(genero masculino), com dor física é um porre!!nãoo tem elegancia alguma, é chorão, dengoso... etc rsrsrs
só pra descontrair, okey?
Tem dias assim, Júnior mas logo passa .
um bom fim de semana, bem alegrinho com meus abraços

CRISTIANE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CRISTIANE disse...

É como alguém disse aí em cima... a 'ditadura' da alegria é um grande engano, gente! Tristeza também tem seu valor, taí o texto que não me deixa mentir!

A dor são outros quinhentos mesmo... para os homens, melhor parar só na tristeza, já tá bom!kkkkk
Bjos,
Cris.

Tucha disse...

É as vezes as pessoas nos cobram alegria o tempo todo, mas os períodos de angustia, de reflexão e de certa tristeza fazem parte da vida.

Dalva disse...

Jr, você disse tudo neste post! Junto minhas mãos às tuas para levantar esta bandeira: não abro mão dos meus momentos "down". Fazem parte de mim tanto quanto os momentos de alegria. E não abro mão, também!

Bjs.

Postar um comentário

Algumas dicas para comentaristas:

1. Use sempre o login da sua conta/ e-mail do Google ou Yahoo. Para os que não as tem, opinhem usando "Nome / URL"! É só digitar seu nome, assim todos saberão quem escreveu (inclusive eu!)

2.Se você possui um blog seu comentário será uma ferramenta de divulgação, pois representa o seu cartão de visita para os que não lhe conhecem. Pense nisso.

3.O espaço aqui é bem democrático, fique a vontade pra falar o que pensa e obrigado pela visita!

 

Copyright © - Contatos Imediatos - Todos os direitos reservados.
Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com