domingo, 11 de outubro de 2009

Amar é entrar no tempo do outro!



Muitos ditados populares são muito oportunos e merecem certa atenção de nossa parte. Entre os meus preferidos está o que diz: “futebol, política e religião não se discute”. Acho que nesse ponto compreendi o ensinamento direitinho, procuro não entrar em méritos tão pessoais quando estou diante de convicções contrárias as minhas (o problema é que nem sempre consigo).

É que esses dias, durante a minha derradeira zapiada televisiva antes de ir deitar, dei de cara com um discurso que me faz estacionar, excepcionalmente, num canal religioso. Nada contra, mas é que realmente não costumo assistir as programações dessa natureza por julgá-las um tanto quanto parciais (detesto assistir a discursos onde a capacidade de raciocínio das pessoas é explicitamente subestimada, isso me angustia mais que qualquer coisa).

Contudo, o primeiro motivo para que o interesse surgisse foi o tema que estava sendo proposto naquele momento: “amar é entrar no tempo do outro” e a segunda justificativa foi a forma tranquila, equilibrada e respeitosa como o assunto estava sendo levado prante uma verdadeira multidão de fiéis.

O responsável pelo feito muitos já devem imaginar quem seja. Sim, ele mesmo... o festejado Pe. Fábio de Melo estava “pregando”, ou melhor, vamos substituir esse termo - não gosto dele, acho um sinônimo de imposição e chatice -, ele estava no meio de uma de suas palestras coerentes e elucidativas. Sabe, já havia visto alguns textos muito bonitos dele, sei também que existem alguns livros escritos, mas acho que essa foi a primeira vez – com exceção de uma excelente entrevista dada a Marília Gabriela a alguns meses - que parei para prestar atenção em seus posicionamentos!




Suas palavras estavam abastecidas de firmeza, coerência, autenticidade, respeito, beleza, liberdade e... LEVEZA! Desconfio que dessa forma não haja discurso nenhum no mundo que não agrade e não prenda atenção de quem quer que seja! Por um momento imaginei como os cultos religiosos pelo país poderiam render frutos tão melhores se não estivessem presos a conceitos ultrapassados, tabus, dogmas, imposições, intolerância, questões financeiras se sobrepondo ao direcionamento real etc. Como sei que nada acontece por acaso, considero que a missão desse sacerdote de conceitos revisitados possa ser a de promover uma grande reviravolta nos posicionamentos engessados e impositivos das igrejas - não só da católica da qual faz parte, mas servindo como agente transformador para todas as outras, pois representa um exemplo de boa conduta a ser seguida que agrada e atrai um número cada vez maior fiéis. Bem, mas polêmicas à parte, meu objetivo hoje, ainda entusiasmado pelas sábias palavras que ouvi, é propor uma reflexão construtiva para esse dia!





Afinal, o que seria “entrar no tempo do outro” pra você? A resposta foi: seria basicamente sair um pouco da nossa zona de conforto e nos colocarmos diante da necessidade daqueles que precisam de nós. Significa assumir novas posturas. O tempo do outro, na maioria das vezes, tenderá a ser diferente do nosso e reconhecer isso é uma dádiva para os que buscam melhorias internas. Levando as coisas para um âmbito mais literal, Pe. Fábio deu exemplos simples, que podem nos ajudar a entender melhor esse desafio diário: o de nos tornarmos pessoas melhores!

Quando ele sabiamente disse que diminui a velocidade de seus passos toda vez que está ao lado de sua mãe idosa, ele demonstra na prática uma forma de entrar no tempo de outra pessoa que se ama! De outro modo ela não conseguiria acompanhá-lo a parte alguma. Os passos mais lentos não fazem parte do tempo do filho mais jovem e sim do de sua mãe, que necessita ser percebida e amparada dentro do seu próprio tempo. Se reparar, esse é um valioso ensinamento.

Ao expor a história de um amigo que antes de iniciar seu tratamento de quimioterapia viu seus familiares delicadamente rasparem suas cabeças para que ele se sentisse menos impactado e triste, mostrou outro grande exemplo de como é importante viver o amor em sintonia com aqueles que a gente quer bem... e como simples atos de compaixão podem gerar efeitos transformadores onde quer que aconteçam!



Veja como falar de amor incondicional pode ser aparentemente fácil! Observe como as sutilezas podem ser inseridas em nossa rotina diária sem necessariamente simbolizar um peso ou uma renuncia! Essa também é uma mensagem: para se fortalecer os laços fraternos existentes entre nós, será preciso entrar em sintonia com as necessidades, anseios e limitações dos que nos cercam - seja mudando de atitude, ritmo, aparência. Essa foi a mensagem que ouvi e que me fez parar, refletir e escrever.

Bem, eis o que tínhamos pra hoje!

Beijão, bom domingo!

Apolinário Júnior.

6 comentários:

CRISTIANE disse...

Menino, eu vi esse dia!

Também me emocionei com a visão poética e verdadeira do Padre Fábio de Melo... foram realmente palavras muito felizes1

Que bom seria que todo líder religioso trocasse os gritos por ensinamentos, hein!

Bom domingo, adorei o texto.
Cris

Dalva disse...

O Amor nos foi dado como missão, e missão significa mesmo esse desinstalar-se, ir ao encontro do outro. Nem sempre significa sacrifício ou renuncia, mas certamente nos obriga a um comportamento diferente. E isso faz de nós pessoas melhores.

Boa semana!

Bjs.

Cláudia disse...

Me faz um bem enorme a alma e ao coração as pregações do Padre Fábio de Melo. Sempre tiramos uma bela lição de vida, aprendemos com seus ensinamentos e sempre são palestras reflexivas. Utilizando-se sempre de uma liguagem simples, coerente, estimulante, nos deixando uma bela mensagem de paz e amor.

ótima semana meu amigo!!!
Bjãooo


LINDO o texto!!!

NANDITA CAYMMI disse...

e eu confesso que nao sou nada relogiosa.. entao sempr que vejo um padre ou coisa do tipo na tv, eu mudo...
Em parte é ignorancia minha, pois perco a chance de conhecer algumas palavras bonitas.
Em outra parte é minha aversão histórica ao catolicismo, que puxou isso para qq religião, exceto o espiritismo, com o qual mais me identifico.
Mas soube que o Padre Fabio de Melo é , realmente muito bom.
Havendo oportunidade, vou dar uma chance de ouvir;..

Angélica disse...

Ou Jú que saudades. Realmente as palvras do Pe. Fábio são sábias, vc sabe o quanto sou fã dele é fico muito feliz por vc ter assistido gostado dessa palestra. Beijos.

Patricia disse...

Nossa!!! Realmente um tema complexo tratado de forma tão simples. É um ensinamento mesmo...

Bj,

Postar um comentário

Algumas dicas para comentaristas:

1. Use sempre o login da sua conta/ e-mail do Google ou Yahoo. Para os que não as tem, opinhem usando "Nome / URL"! É só digitar seu nome, assim todos saberão quem escreveu (inclusive eu!)

2.Se você possui um blog seu comentário será uma ferramenta de divulgação, pois representa o seu cartão de visita para os que não lhe conhecem. Pense nisso.

3.O espaço aqui é bem democrático, fique a vontade pra falar o que pensa e obrigado pela visita!

 

Copyright © - Contatos Imediatos - Todos os direitos reservados.
Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com