segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Notícias de fim de semana: O MEU TEMPO É QUANDO!




De volta em breve postagem... e infinda reflexão: que efeito o tempo produz em nossas vidas?
.
Esse fim de semana, mesmo que intuitivamente, me surpreendi diante de uma atmosfera cinematográfica bem conflitante! Quando me dei conta  já estava completamente envolvido com a reflexão proposta pelos filmes: "O curioso caso de Benjamin Button" e "Casa de Areia"! Já assistiu? Não sabia muito sobre os enredos, os escolhi na locadora por pura coincidência, mas ao assisti-los acabei encontrando semelhanças sutis, visto que ambos apontam para uma mesma temática: as ações do tempo na vida das pessoas (Leia-se "todos nós"!)! Será mesmo que a função primaz do tempo é a de nos empurrar para o fim? O que realmente fica nesse caminho entre o primeiro passo e o último suspiro?

.
A arte executa esse papel -fundamental- na vida da gente, não? Essa coisa muitas vezes provocativa que nos invade, nos tira de onde estamos e nos catapulta para uma outra direção... os dias começaram mornos pra mim e terminaram envolvidos com profundos debates e  questionamentos íntimos...
.
No primeiro filme citado, o do Benjamin, vemos o Diretor David Fincher, baseando-se no conto de Scott Fitzgerald escrito nos anos de 1920, brincar de inverter a  ação dos anos em nossas vidas.  Através de um relógio biológico onde os ponteiros vitais correm pra trás, demonstra que não existem fórmulas eficientes capazes de driblar o verdadeiro senhor da vida... e da morte!
Se hoje ainda nos obstinamos - em vão - em retardar, lamentar e querer evitar a velhice a qualquer custo, o curioso caso do filme, demonstra, além da inutilidade disso tudo, a sabedoria da vida em relação a administração dos nossos destinos! O que aconteceria se pudéssemos inverter o sentido natural das coisas? Isso o filme ajuda a explicar! E é através de tantos apontamentos que podemos nos perceber ainda mais vulneráveis e resignados a aceitar o inevitável! O exemplo é claro, não importa a ordem que as coisas vão nos acontecer, simplesmente elas irão acontecer... algo que apesar de soar redundante, convenhamos, é o fato do qual mais nos esquecemos durante nossas trajetórias!
.
Em "Casa de Areia", através da interpretação da sempre notável Fernanda Montenegro - e de cenas tocantes da filha Fernanda Torres -, Andrucha Waddington nos faz encarar verdades, tristezas e mais algumas verdades... todas sobre aquilo que realmente vale a pena - ou não! -, sobre a nossa luta quase que diária para alcançarmos o que se quer ou se precisa para minimizar aflições! Fala sobre resignação, persistência e uma grande indagação: do que realmente precisamos pra sermos felizes? Perguntas sem respostas definitivas...
.
A sensação que tenho é que o tempo parece deixar que brinquemos com ele! Nos deixa bem a vontade  e volta depois, quando menos se espera, pra saber o que fizemos de bom e como administramos os momentos em que ainda podíamos escolher nossos caminhos! Depois é preciso muita humildemente pra reconhecer quem está no controle!
.
É inevitável ter que abraçar as afirmações que os anos nos mostram. Na realidade nem há outra opção! Todos nós iremos até onde o nosso tempo permitir... e isso independe se os ponteiros dos relógios estão atrasados, adiantados ou fazendo um sentido inverso... é a causa e o efeito... e o tempo sempre insatisfeito!
 
 
"És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo tempo tempo tempo
Vou te fazer um pedido
Tempo tempo tempo tempo...
Compositor de destinos
Tambor de todos os rítmos
Tempo tempo tempo tempo
Entro num acordo contigo
Tempo tempo tempo tempo...
Por seres tão inventivo
E pareceres contínuo
Tempo tempo tempo tempo
És um dos deuses mais lindos
Tempo tempo tempo tempo...
Que sejas ainda mais vivo
No som do meu estribilho
Tempo tempo tempo tempo
Ouve bem o que te digo
Tempo tempo tempo tempo...
Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo tempo tempo tempo...
Quando o tempo for propício
Tempo tempo tempo tempo...
De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo tempo tempo tempo...
E eu espalhe benefícios
Tempo tempo tempo tempo...
O que usaremos prá isso
Fica guardado em sigilo
Tempo tempo tempo tempo
Apenas contigo e comigo
Tempo tempo tempo tempo...
E quando eu tiver saído
Para fora do teu círculo
Tempo tempo tempo tempo
Não serei nem terás sido
Tempo tempo tempo tempo...
Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Tempo tempo tempo tempo
Num outro nível de vínculo
Tempo tempo tempo tempo...
Portanto peço-te aquilo
E te ofereço elogios
Tempo tempo tempo tempo
Nas rimas do meu estilo
Tempo tempo tempo tempo..." - Caetano Veloso.



RECOMENDO OS TÍTULOS...
BOM INÍCIO DE SEMANA!
BEIJO CARINHOSO!
Jr.

4 comentários:

Dalva disse...

Boa noite!

Gosto muito de cinema e assisti o Benjamim Button na semana passada e fiquei literalmente encantada com a linda história que David Fincher conta de maneira tão intensa... quanto ao Casa de Areia ainda não assisti... valeu pela dica!

Bjs.

Cláudia disse...

Parabéns pelo texto Júnior....ahh e adorei a novidade CORES X IMAGEM!!!

Meu fim de semana tb foi de muito filme...assisti 04. Aqui vai a relaçãozinha deles:
1.O menino do pijama listrado
2.O pequeno traidor
3.O curioso caso de Benjamin Button
4.O óleo de Lorenzo

Indico todos esses filmes...histórias super interessantes, lições de vida!!! RECOMENDO!!!!!

"O curioso caso de Benjamin Button". Que filme lindo, história fantástica. "vc sabia que eu já fui atingido por raios 7 vezes???"

Ahhh...vou procurar o filme "Casa de areia" pra assisti!!!!

Bjs da
Madrinha!!

CRISTIANE disse...

Nem me fale nas ações do tempo!

As vezes acho que preciso me trabalhar para que possa administrar melhor a minha relação com o tempo... sei que ele é soberano e que não há outro caminho senão encará-lo de frente!

Obrigado pelo post e pela reflexão!
Cris.

NANDITA CAYMMI disse...

curiosa estou pela caas de areia.
sempre ando seguindo seus validíssimo conselhos e de ótimo gosto. bjinhosssss

Postar um comentário

Algumas dicas para comentaristas:

1. Use sempre o login da sua conta/ e-mail do Google ou Yahoo. Para os que não as tem, opinhem usando "Nome / URL"! É só digitar seu nome, assim todos saberão quem escreveu (inclusive eu!)

2.Se você possui um blog seu comentário será uma ferramenta de divulgação, pois representa o seu cartão de visita para os que não lhe conhecem. Pense nisso.

3.O espaço aqui é bem democrático, fique a vontade pra falar o que pensa e obrigado pela visita!

 

Copyright © - Contatos Imediatos - Todos os direitos reservados.
Template Minima de Douglas Bowman - Design por Linketal.com